Posts tagged b-glucana

Benefícios da Aveia contra a Obstipação Intestinal

A obstipação intestinal 

A obstipação é uma desordem heterogênea que normalmente ocorre por
movimentos irregulares no cólon, anorecto ou ambos 1 . No entanto, sua
definição é muito subjetiva. Na opinião de alguns autores pode estar
relacionada ao fato de apresentarem fezes muito sólidas, muito pequenas,
muito infreqüentes ou difíceis de serem expelidas ou pela sensação de
evacuação incompleta 2 .

De acordo com os “critérios de Roma”, a obstipação intestinal funcional é
diagnosticada quando o indivíduo apresenta dois ou mais dos seguintes
sintomas, em pelo menos 25% das evacuações por um período mínimo de três
meses: esforço ao evacuar; fezes endurecidas ou fragmentadas; sensação de
evacuação incompleta; manobras manuais para facilitar a evacuação; sensação
de obstrução ou interrupção e menos de três evacuações por semana 3 .
Alguns estudos norte-americanos estimam a prevalência de obstipação de
1,2% a 8% na população mundial. No Brasil, a prevalência encontrada foi de
36% 4 .

A obstipação intestinal pode decorrer de inúmeras causas, sendo a
alimentação inadequada a mais comum, como por exemplo, o alto consumo de
alimentos industrializados e refinados, além da rotina de trabalho, a vida
sedentária e o uso abusivo de laxativos.
Papel das fibras no tratamento e prevenção da obstipação intestinal
A fibra alimentar, mais do que qualquer outro componente da dieta, afeta
largamente a função intestinal causando aumento do bolo fecal, diluição do
conteúdo nunca deixem portas abertascolônico, aumento na velocidade do
trânsito intestinal e mudanças no metabolismo de minerais, nitrogênio e
ácidos biliares além de interferir na absorção de açúcares e gorduras 5 .
Uma dieta rica em fibras resiste à digestão enzimática ou absorção de
líquidos durante a sua passagem pelo trato intestinal e, portanto, forma um
bolo fecal volumoso, que é um estímulo para a evacuação. Por outro lado, uma
quantidade insuficiente de fibras na dieta pode causar obstipação porque
haverá pouca quantidade de resíduos no cólon e é necessário um aumento no
volume do bolo fecal para promover um peristaltismo normal 6 .
O American Dietetic Association 7 recomenda a ingestão de 25-30g/ dia
de fibras para adultos saudáveis, valor que corresponde, por exemplo, a 1
xícara (chá) de aveia / dia. Para as crianças, o valor em fibras deve ser a
idade em anos + 5 g/dia, o que normalmente não é seguido devido à baixa ingestão de alimentos
ricos em fibras como frutas, vegetais, grãos e cereais integrais e legumes.
A importância da fibra da aveia na obstipação intestinal

As fibras solúveis, provenientes da aveia, têm demonstrado exercer
importante papel laxativo contrariando conceitos antigos. Isso ocorre
principalmente através do aumento da massa bacteriana fisiológica e da
produção de gás que elas provocam 5 .
As fibras da aveia, representadas pela B-glucana, em 40 a 50%, possuem um
poder de fermentação alto quando comparadas às fibras presentes em outros
alimentos, sendo rapidamente fermentadas na região proximal do cólon para
crescimento bacteriano, fornecendo benefícios no trânsito intestinal 8 .
Este aumento da fermentação bacteriana da fibra da aveia, aumenta a produção
de AGCC que são substratos imediatos para as células intestinais, melhorando
o trofismo das vilosidades e repercutindo na manutenção da integridade da
mucosa intestinal normal 5 . As B-glucanas atuam também no aumento do volume
fecal podendo representar até 1/3 do peso das fezes contribuindo para a
redução do tempo de trânsito intestinal 9, 10 .

As fibras da aveia trazem em sua estrutura um grande valor terapêutico no
tratamento da obstipação contribuindo com a difícil tarefa de atingir a
ingestão diária de fibras recomendada e prevenindo a ocorrência de
patologias associadas a obstipação.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. Eastwood, M. Fiber and gastrointestinal disease. In. Dietary Fiber :

Chemestry, Physiology, and health Effects. Edited by Kritchesvky, C.
Bonfield, and JW Anderson. New York, Plenum Press, 1990.
2. Wald, Md. A. Constipation. Med Clin North Am 2000; 84(5): 1231-46
3. Andre, SB; Rodriguez, TN; Filho, JPPM. Obstipação Intestinal: Como
tratar & diagnosticar. Ver Brás med, 2000, 57 ed.
4. J Pediatr Gastroenterol Nutr; 29(2):190-3, 1999
Aug. Constipation in school-aged children at public schools in Rio de
Janeiro, Brazil
5. Magnoni, D., Pimentel, I.C. Papel das Fibras Alimentares na Obstipação
Intestinal. Quaker, 2000.

6. Mahan, L. K. e Arlin, M. T. Krause: Alimentos, Nutrição e
Dietoterapia. 8ª ed.
7. J Am Diet Assoc 2002; 102(7):993-1000
8. Titgemeyer EC, Bourquin LD, FAHEY JR DAT. Fermentability of various
fiber sources by human fecal bacteria in vitro. Am J Clin Nutr 1991;
53:1418-1424
9. Marquez, L.R. A fibra terapêutica, 2ed São Paulo: GRP Propaganda.
10. Takahashi, H, Wako, N, Okubo, T., et al. Influence of partially
hydrolezed guar gum on
constipation in the elderly. Curr Med Res Opin, 9 (10): 716-720, 1985
11. Redondo ML, Tonré RB, Vila AA, e cols. Fibra terapêutica. 2ª ed. BYK.
Química, 2001

Leave a comment »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 224 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: