Archive for julho, 2004

Curso de Ohashiatsu

OHASHIATSU: O Toque para a Paz

Nos tempos de hoje, quase todos já ouviram falar de shiatsu: A milenar arte de cura pelos dedos, originária no Japão, e baseada nos princípios que norteiam a Medicina Tradicional Chinesa (MTC).

Contudo, pouco se conta sobre como esse conhecimento era armazenado e transmitido no oriente ao longo da história; tampouco como foi sua evolução durante o séc. XX.

Muitas famílias mantiveram, por muito tempo, sistemas próprios de cuidados com a saúde. Contudo, o shiatsu não deve ser visto como uma técnica estacionária. A forma de fazê-lo varia de pessoa para pessoa, que incorpora à prática valores pessoais de vida. E através das gerações, ele vai se modificando e desenvolvendo. E foi dessa forma que secriaram os diferentes estilos de shiatsu, no oriente, e posteriormente também no ocidente.

Por aqui, poderíamos dizer que de um lado, há uma corrente mais tecnicista do shiatsu, preocupada com a precisão anatômica dos pontos de energia e o estudo concreto dos padrões sindrômicos da MTC; E de outro, uma corrente mais humanista, mais preocupada com a relação terapeuta-cliente, com a conduta diária do dia a dia, com o caminho do meridiano e não tanto com o ponto. Essa segunda visão dá base à estilos como o Shiatsu dos Pés Descalços (Yamamoto), o Tantsu e o Watsu (Dull), e o Zen Shiatsu, popularizado por aqui por Mazunaga.

O trabalho com enfoque no emocional de Mazunaga foi o ponto de partida para o trabalho de muitos profissionais no Ocidente. Dentre eles, Wataru Ohashi, co-autor de livros com Mazunaga, e criador do Ohashiatsu. Nascido próximo à Hiroshima, Japão, Ohashi foi criado com dificuldades de saúde no início de sua infância, e se curou através das técnicas orientais. Acabou dedicando toda a sua vida a tais terapias, e criando um sistema próprio de shiatsu, o qual apelidou de “Ohashiatsu – o Shiatsu de Ohashi”.

Hoje a Ohashiatsu School, em Nova Iorque, vêm adquirindo cada vez mais força no mundo todo, com representantes em diversos países.

A técnica apregoa o “Toque para a Paz”. Esse “slogan” caracteriza muito bem o propósito da técnica: proporcionar equilíbrio através do toque (especialmente emocional), beneficiando não só o atendido, como aquele que atende.

Esse é um diferencial interessante. O Ohashiatsu prima pelo bem estar do terapeuta. Ele se trata o tempo todo, enquanto trata do cliente. Talvez seja um dos poucos trabalhos corporais onde o terapeuta sai de uma sessão de alongado, cheio de energia e feliz.

O princípio fundamental que norteia o Ohashiatsu é o mesmo das outras modalidades do shiatsu: O equilíbrio da energia, como um todo. Isso pode ser observado na filosofia de vida do terapeuta, em sua forma de avaliar e tratar.

O terapeuta de ohashiatsu prioriza estar sempre centrado, e faz de sua prática uma filosofia de vida;

A avaliação do ohashiatsu concentra-se justamente nessa pedra fundamental: O centro do corpo, localizado no abdome, que contém um sistema reflexológico próprio. É o hara, o centro energético do corpo que irá reger seus processos e proporcionar uma ferramenta precisa de diagnóstico.

 

Ao tratar, o terapeuta se apropria de toques suaves, movimentos mais naturais e uma seqüência de aplicação muito mais fluente do que a dos demais sistemas de shiatsu. Durante a sessão, alongamentos podem ser utilizados, em perfeita integração com o toque do ohashiatsu.

“Os clientes ficam encantados, e o resultado é realmente fantástico”, afirma Arnaldo V. Carvalho, terapeuta corporal com dez anos de experiência, e praticante da técnica.

Na América Latina, o representante oficial da técnica é o professor brasileiro Marco Antônio Duarte, de Belo Horizonte. Ele tem preparado centenas de pessoas em todo o país para atuar com a técnica. É o único professor autorizado a ministrar cursos de ohashiatsu no Brasil, sendo o certificado emitido diretamente pelo Instituto Ohashi Internacional.

O PORTAL VERDE receberá o Professor Marco Antonio Duarte para um curso de iniciantes em Agosto, aberto a profissionais ou leigos interessados no Ohashiatsu. Para maiores informações, acesse o site www.portalverde.com.br, ou telefone 2704-8546

Texto de Arnaldo V. Carvalho – Praticante de Ohashiatsu e professor de Shiatsu

Comments (1) »

%d blogueiros gostam disto: