Tênis “Anti-calçado” promete te DESESTABILIZAR para melhorar coluna e disposição geral!

REPRODUÇÃO DESTE TEXTO É PERMITIDA EM SUA INTEGRALIDADE, SEMPRE SENDO CITADA AUTORIA E FONTE. GRATO.

 

ImageShack, share photos, pictures, free image hosting, free video hosting, image hosting, video hosting, photo image hosting site, video hosting site

“Somos anti-shoe. Somos anti-botas. Somos anti-sandálias.
E somos, definitivamente, anti-chinelos.
De facto, somos anti qualquer coisa que não proteja as suas costas do impacto corrosivo das superfícies duras e planas. Somos anti qualquer coisa que não melhore a sua postura. Somos anti qualquer coisa que não proteja as suas articulações ou não tonifique os seus músculos simplesmente ao estar de pé. Na verdade, somos anti qualquer coisa que não melhore a sua vida. No entanto, existe alguma coisa que possa calçar e que faça tudo isto? Aí sim, podemos dar o nosso apoio”.

 

CALÇADOS QUE CURAM

Por Arnaldo V. Carvalho *

ImageShack, share photos, pictures, free image hosting, free video hosting, image hosting, video hosting, photo image hosting site, video hosting siteImageShack, share photos, pictures, free image hosting, free video hosting, image hosting, video hosting, photo image hosting site, video hosting siteA MBT chegou a Portugal há algum tempo, e me lembrou um antigo sucesso das indústrias que procuram uma tecnologia de calçado que ajude na postura, nos problemas de coluna, etc., como foi o caso do Vá a Pé, fabricado no Sul do Brasil, que tem um calcanhar negativo em relação a frente. No caso dos calçados MBT, a situação é quase inversa.  A sola do calçado é um grande arco alto, que tira a estabilidade do pé, não deixando o corpo 100% estático hora nenhuma. Para que isso? Para simular, ao caminhar, a irregularidade de terreno que faz com que os povos da floresta não tenham problemas de coluna. Através da irregularidade, o corpo mantem sua inteligência cinética em níveis muito altos e vai se reorganizando a cada passo. Testei o sapato, e é coisa de astronauta, fantástico. O preço dói um pouco, mas parece que os materiais são de fato muito bons, o que significa que o calçado durará por anos – o que compensa – ainda mais se os benefícios se fizerem de fato. Quanto ao Vá a Pé, usei durante alguns anos, não exclusivamente, mas em certas épocas mais do que os calçados comuns. No início parece que é preciso reaprender a andar. A musculatura da panturrilha é trabalhada de um jeito diferente no caminhar. E ele de certa maneira reensina pessoas condicionadas aos amortecedores super-eficientes – que fazem o pé esquecer de entrar no chão com o devido cuidado – a caminhar do jeito certo. Passado algum tempo, porém senti desconforto, e não há dúvida que a menos que haja uma boa estabilidade sobretudo abdominal, o tênis pode se mal usado gerar novos impactos negativos sobre o corpo. Assim, recomendo o uso em revezamento com outros. Acredito que o “anti-shoe” deve ser mais um desses calçados do revezamento. Se o sistema locomotor tiver de se comportar e adaptar de forma diferente a cada vez que caminhamos, teremos um excelente trabalho neuromotor, o que manterá o corpo perfeito e dono de si.

Para o ser humano que hoje vive na urbe, sempre em superfícies muito rígidas e regulares, é necessário uma compensação, e isso torna o calçado a peça mais importante do vestuário atual! Invista!

(Arnaldo)

 

* Arnaldo V. Carvalho é naturopata. Acesse http://www.arnaldovcarvalho.com e conheça seu trabalho

 

Leis sobre as Terapias Naturais no Brasil

Para quem pensa que as terapias naturais de diversas modalidade ainda não são reconhecidas no país, está muito enganado. Há diversas leis, incluindo as que criam serviços públicos com profissionais habilitados da área para Unidades de Saúde e Hospitais Municipais. Seguem tabelas de leis, uma a esfera federal outra estadual e finalmente uma com leis municipais. (Portal Verde)

 

Leis, Decretos, Resoluções e Portarias Federais.

FEDERAIS
Projeto de Lei Nº ASSUNTO QUEM APRESENTOU SITUAÇÃO
PL 5257/05 Aprova a Política Nacional de Práticas integrativas e Complementares (PNPIC) no Sistema Único de Saúde PORTARIA nº 971 de 03/05/06
Aprova a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos e dá outras providências DECRETO nº 5.813 de 22/06/06
Aprova a constituição do Observatório das Experiências de Medicina Antroposófica no Sistema Único de Saúde (SUS) PORTARIA MS/GM m

Nº 1.600, de 17-07-06

Incluir na Tabela de Serviços/ classificações do Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – SCNES de Informações do SUS, o serviço de código 068 – Práticas Integrativas e Complementares. PORTARIA SAS/MS nº 853, de 17-11-06
Dispõe sobre o exercício da profissão de Naturólogo Deputado Professor Irapuan Teixeira Arquivado na Câmara dos Deputados em 31/01/07
Institui a Comissão Intersetorial de Práticas Integrativas e Complementares no SUS-CIPCSUS Resolução CNS nº 371, de 14-06-07
PL 3276/08

Institui o Plano Nacional de Medicina Natural e Práticas Complementares no âmbito do Sistema Único de Saúde Projeto da Deputada Cida Diogo Tramitando em conjunto da Câmara dos Deputados

 

Leis, Projetos e Resolução Estaduais

 

ESTADUAIS
Projeto de Lei Nº ASSUNTO QUEM APRESENTOU ESTADO SITUAÇÃO
Regulamenta o Programa Estadual de Acupuntura  e Terapias Afins, com o objetivo de normatizar, implantar, implementar e regulamentar a prática das técnicas no Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro Resolução SES nº 818/92
PL 450/99 Criação do Conselho Estadual de Acupuntura e Terapias Orientais Deputado Antônio Salim Curiati São Paulo Convertido na LEI nº 13.472 de 26/12/02
PL 0165/00 Criação do Serviço de Acupuntura e Terapias Afins, nas Unidades de Saúde e Hospitais mantidos ou vinculados ao poder público Deputado Antônio Salim Curiati São Paulo Projeto está na Comissão de Finanças e Orçamento
PL 0056/04-AL Autoriza o Poder Executivo a criar o Centro de Referência em Tratamento Natural, ficando vinculado diretamente à Secretaria de Estado da Saúde, cria cargos, altera o Plano de cargos e Salários dos Servidores Públicos Civis do Quadro de Pessoal do Estado do Amapá e dá outras providencias. Deputado Eider Pena Amapá LEI nº 1069 de 21/03/2007
PL 639/05 Criação do Programa de Terapia Natural Deputado João Caramez
PL 972/07 Estabelece no âmbito do estado do Rio de Janeiro a criação do programa de Terapia Natural Deputado Ines Pandelo Rio de Janeiro LEI nº 5471 de 10/06/2009

 

 

Leis, Projetos e Decretos Municipais

MUNICIPAIS
Projeto de Lei Nº ASSUNTO QUEM APRESENTOU MUNICÍPIO SITUAÇÃO
PL 186/00 Criação do Serviço de Acupuntura e Terapias Orientais, nas Unidades de Saúde e Hospitais Municipais Vereador Salim Curiati São Paulo
PL 35/01 Criação do Instituto Municipal de Pesquisa e Desenvolvimento de Terapias Orientais Vereador Salim Curiati São Paulo
PL 140/01 Dispõe sobre a implantação das terapias naturais na Secretaria Municipal de Saúde, e dá outras providências Vereador Celso Jatene São Paulo Convertido na LEI nº 13.717/2004 de 08/01/04
PL 368/01 Dispõe sobre a implantação da Prática de Acupuntura e Terapias Orientais, nas instituições do Serviço Público de Assistência à Saúde Vereador Jonas Dias Guarulhos Convertido na LEI nº 5.741 de 13/12/01
PL 368/01 (complemento) Autorização da prática de Acupuntura no Sistema de Saúde local Prefeito Elói Pietá Guarulhos DECRETO nº 21.520 de 13/12/2001
PL 503/04 Institui no âmbito do Município de São Paulo, o dia do profissional em terapias naturais e do Naturólogo, e das outras providências, a ser comemorado anualmente no dia 23 de março Vereador Celso Jatene São Paulo Convertido na LEI nº 14.069/2005 de 18/10/05
PL 303/2005 Criação do Conselho Municipal das Terapias Naturais e Orientais Vereador Celso Jatene São Paulo
PL 304/2005 Criação do Instituto Municipal de Pesquisa e Desenvolvimento das Terapias Orientais Vereador Celso Jatene São Paulo
PL 160/06 Institui no âmbito do Município de São Paulo, o dia do Naturopata, a ser comemorado anualmente, no dia 23 de março Vereador Celso Jatene São Paulo Convertido na LEI nº 14.237/2006 de 07/11/06
PL 126/2007 Dispõe sobre a implantação das terapias naturais na Secretaria Municipal de Saúde de Santos e dá outras providências Vereador Antônio Carlos Banha Joaquim Santos
PL 565/07 Institui no âmbito do Município de São Paulo, o Programa Qualidade de Vida com Medicinas Tradicionais e Práticas Integrativas em Saúde e dá outras providências. Vereador Jorge Borges São Paulo Convertido na LEI nº 14.682, de 30/01/08
OL nº 222/2007 Dispõe sobre a implantação das Terapias Naturais na secretaria Municipal da Saúde e dá outras providencias.

Vereador Zé Luiz Guarulhos LEI nº 6.356 de 19/03/2008
PL nº 129 de 15/08/2008 Autoriza o Poder Executivo a criar o Programa de Práticas Integrativas e Complementares no Sistema Único de Saúde no Município de Rio do Sul e as outras providências Vereadora Regina Garcia Ferreira Rio do Sul/SC
Dispõe sobre a Regulamentação da LEI nº 5.741 de 13/12/01 Guarulhos DECRETO nº 21.520 de 18/02/02
Dispõe sobre a implantação das terapias naturais no âmbito do Sistema Municipal de Saúde de Santa Catarina Ponte Alta (Santa Catarina) LEI nº 1008 de 16/03/01
PL 482/05 Dispõe sobre a criação do Programa de Produção Fitoterápicos e Plantas Medicinais no Município de São Paulo e dá outras providências. Vereador Aurélio Nomura – PV São Paulo Lei nº 14.903 de 06/02/2009
PL 0053/08 Dispõe sobre a implantação das terapias naturais na Secretaria Municipal de Saúde e dá outras providências Salmito Filho Fortaleza LEI publicada 31/10/08
PL Nº Institui o Programa de Terapias Naturais para o atendimento da população de Goiânia Bruno Peixoto (PMDB) Goiânia Projeto Sugerido em 10/11/2009