Archive for maio, 2013

Marcha Mundial contra a Monsanto também no Rio de Janeiro.

O próximo sábado dia 25 de Maio está sendo organizado mundialmente a Marcha Mundial contra a Monsanto.

Sabemos que a referida empresa é responsável nos últimos 40 anos pela degradação do meio ambiente e comprometimento com a saúde da população mundial.

Aqui no Rio realizaremos um ato na saída do Metrô de Botafogo, esquinas das Ruas São Clemente e Muniz Barreto repudiando as suas ações.

Neste manifesto informaremos aos cidadãos o quanto de seus malefícios contra a população brasileira. 

Contamos com sua presença e apoio na divulgação de uma causa que é de interesse coletivo.

Nos encontramos lá.

Renato Martelleto

 

LOCAL : SAÍDA DO METRÔ DE BOTAFOGO

DATA : 25 DE MAIO DE 2013

HORÁRIO : 9HS

ENDEREÇO : RUA SÃO CLEMENTE ESQUINA COM RUA MUNIZ BARRETO 

 

Fora Monsanto !!!

 Quando o assunto é degradação do meio ambiente e comprometimento com a saúde da população mundial só existe um nome : Monsanto. 

Como podemos conviver e admitir uma relação com quem arruína nossa riqueza natural e deixa uma promessa de doenças para as futuras gerações ?

São 40 anos desta empresa multinacional americana colaborando com a destruição de nossas vidas.

Se diz em prol do desenvolvimento da agricultura, da melhoria da qualidade de vida dos produtores e do bem-estar do povo brasileiro.

Porém, em sua triste e obscura história consta á fabricação de herbicidas utilizados na guerra do Vietnã, o desenvolvimento dos alimentos transgênicos e o monopólio de sementes.

Muitos moradores próximos as suas fábricas e diversos funcionários já foram vitimas de contaminação de seus produtos.

Sua atuação global mostra o quanto de seus malefícios para a Mãe Terra.

Na Índia 95% das sementes de algodão são controladas pela empresa, que possui contratos de licenciamento com 60 empresas.

Na União Européia 36% dos  tomate e 32% dos pimentões são patenteados por ela.

 Nos Estados Unidos, fornece cerca de um terço das sementes de milho e nove de cada dez campos de soja são cultivados com a tecnologia Roundup Ready.

O Brasil é hoje o segundo maior semeador de transgênicos do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos, ocupando 70 milhões de hectares  de  produção em nosso país.

Não foi por acaso que no dia 25 de maio está sendo organizado a Marcha Global contra a Monsanto.  Por que contestar uma empresa que alega que os transgênicos são mais produtivos e vão acabar com a fome do mundo?

Simplesmente por ela não ser verdadeira. Em seu currículo de malfeitorias em prol do planeta podemos destacar recente pesquisa que comprova incidência  de câncer e morte em ratos alimentados com transgênicos. Como podemos acreditar em um alimento modificado geneticamente, também conhecido como “Frankstein” ?

A natureza é sabia e nos fornece alimentos de forma natural e sem cobranças.  

As doenças provocadas com seus venenos diabólicos não são instantâneos e sim gradativos, ou seja, os sintomas aparecem ao longo da vida.

Sabemos que esses tipos de empresas estão sempre aliadas a influências governamentais que facilitam sua legalidade em cada país de atuação.

Em nosso país a fiscalização dos alimentos transgênicos é pura fantasia, onde no mínimo, a identificação nos rótulos das embalagens deveriam existir ou pelo menos serem fáceis de identificação com a letra “T”.

    Enquanto não temos uma política séria de saúde pública temos que usar as nossas iniciativas.

Evite consumir alimentos que contenham em sua matéria prima soja, milho e batata.

Esses três são os maiores recordistas em produção transgênica no Brasil.

É importante também sabermos algumas marcas que costumam usar transgênicos em seus produtos:

Cheetos, Dona Benta, Elma Chips, Fandangos, Liza, Maizena,  Quaker, Soya e Yoki.

Pior do que a Monsanto, só mesmo a Monsanto.

Renato Martelleto

“Podem morrer as pessoas, mas nunca suas idéias.” (Ernesto Che Guevara)
Anúncios

Leave a comment »

Grupo de gestantes e casais grávidos da Equipe Parto Ecológico conversa sobre ALIMENTAÇÃO E GESTAÇÃO

Esse relato foi postado originalmente em http://equipepartoecologico.blogspot.com. Saiba qual será o próximo tema do encontro seguindo o site!

Barrigas, Bebês e Bigodes leva Alimentaçao e Gestação à pauta do encontro

 
Escrito por Arnaldo V. Carvalho e Natalia Correa
 
 
Na última sexta feira, 10 de maio, aconteceu a segunda edição do ano de nossa roda de gestantes, casais grávidos e seus filhotes, o “Barrigas Bebês e Bigodes”, ou simplesmente BBB. Foi no Espaço Saúde, em Laranjeiras, e contou com a presença de várias famílias e amigos para um bate papo sobre alimentação e gestação.
Nossa equipe de profissionais compareceu com Natalia, Bruna, Arnaldo, Diana, Ariana, Marcella e Laura Uplindger e trouxe informações preciosas que ajudaram às muitas dúvidas surgidas a partir da troca de experiências.
Iniciamos conversando sobre como os alimentos podem transpassar a barreira placentária e chegar até o bebê, oferecendo experiências de paladar e mesmo de olfato[i], modificando seus gostos e preferências para toda a vida[ii]. Algumas gestantes se colocaram falando sobre alimentos que em geral não gostam tanto, mas têm sentido vontade de comer e vice-versa – o que talvez sugira uma influência do bebê nos próprios desejos. A partir daí houve a manifestação da vontade de comer doce em certos períodos gestacionais.
Debatemos então sobre como alimentos com alto teor glicêmico[iii] atua em nosso corpo, forçando a uma produção aumentada de insulina e alterando todo nosso metabolismo, associado às suas repercussões na gravidez e após. Foi comentada a explicação do obstetra francês Michel Odent[iv] sobre o assunto, que vêm sendo tratado de forma equivocada por muitos profissionais[v]. Após uma explicação do naturopata Arnaldo explicou o funcionamento do metabolismo dos açúcares e o requerimento de insulina, falou-se sobre diversos desses alimentos e seu teor, e como equilibrar o corpo a partir disso[vi].
Gorduras, proteínas e carnes entraram em pauta na conversa e muitas dúvidas surgiram. Foi explicado superficialmente sobre o haver diferença entre os tipos de gordura, com ênfase no fato de que os ácidos graxos essenciais conhecidos como ômega 3 e 6 desempenham importantes funções metabólicas. Também houve preocupação em relação ao mito da carne e suas procuradas características nutricionais (notadamente ferro, aminoácidos essenciais e vitamina B12). A partir daí foi possível abordar a questão da qualidade protéica de muitos alimentos, e como seria possível uma gravidez nutricionalmente sadia sob o ponto de vista protéico mesmo entre vegetarianos. Os aminoácidos essenciais estão presentes integralmente em proteínas animais (carnes, ovo, leite), mas também na soja, quinoa e um grupo mais restrito de vegetais, mas tais necessidades de aminoácidos são igualmente obtíveis através da combinação de outras fontes protéicas vegetais e do reino fungi (cogumelos).
Várias estratégias foram conversadas a fim de se pensar no equilíbrio dos vários nutrientes de acordo com a forma de se alimentar de cada um (confira em anexo algumas que anotamos, vindas dos profissionais orientadores e também das próprias gestantes!)
As gestantes trouxeram a questão dos enjôos do começo da gravidez e a baixa ingestão alimentar em função disso. Muitas se surpreenderam ao descobrir que os enjôos indicam uma forte saúde placentária, com condições de garantir a boa nutrição fetal inclusive, segundo apontam estudos recentes[vii].
O tempo passou como vento, e sem que percebêssemos, já era hora da despedida.
A nosso convite, a médica e focalizadora de danças circulares Eliene Sobreiro organizou nosso fechamento com duas danças coletivas que nos ajudaram a alimentar também o coração e a alma, deixando em todos a doce e alegre expectativa do próximo BBB!
Obrigado a todas as gestantes e casais grávidos que compareceram no BBB, que inspirem-se cada vez mais e seus bebês surjam para um mundo melhor, mais tranqüilo, saudável, pacífico honesto e feliz.
*   *   *
* Arnaldo V. Carvalho é naturopata e psicoterapeuta corporal; Natalia Correia é enfermeira obstétrica. Ambos fizeram juntos o curso de Atualização em Gestação e Parto Ecológico com Heloísa Lessa e Michel Odent, e fazem parte da Equipe Parto Ecológico, promotora do BBB.
Dicas que podem ser uteis não só as gestantes, como para todos:
 
õ  Em churrascos pode-se usar berinjela fatiada, passada no sal grosso e assada como opção para as pessoas que não consomem carne.
õ  Podemos obter os nutrientes necessários para o metabolismo dos aminoácidos essenciais através da mistura de leguminosa e cereais nas refeições (como por exemplo o famoso feijão com arroz integral), sendo uma boa opção para vegetarianos.
õ  Banhos de sol diários é a melhor forma de obtenção da Vitamina D, no lugar de complementos vitamínicos.
õ  Água é muito importante para o organismo materno e fetal, não podendo ser esquecida durante o dia.
õ  Chás podem auxiliar na digestão e nos trazem sensação de aconchego, podendo ser útil em vários momentos do dia. O chá de anis estrelado, por exemplo, é uma boa opção, agindo como digestivo e leve relaxante muscular nas tensões comuns da gravidez.
õ  O uso de uma tabela de índice glicêmico[viii], para se controlar melhor a ingestão dos alimentos pode oferecer mais energia sem riscos de alterações no metabolismo do açúcar (consulte o guia de referências deste artigo).
Referências – Sugestões de literatura para quem quiser saber mais!

[i]  Odent, Michel. A Cientificação do Amor. Ed. Saint Germain.
[ii] Relação Mãe-Feto: Conferência de Marie-Claire Busnel proferida no V Encontro para o Estudo do Psiquismo Pré e Perinatal. Material organizado  por Joanna Wilhelm.
[iii] Saiba mais sobre índice glicêmico: http://diabetesbr.wordpress.com/indice-glicemico-2/
[iv] Michel Odent, cientista francês, é hoje considerado a maior autoridade mundial em obstetrícia e saúde primal.  Saiba mais: http://en.wikipedia.org/wiki/Michel_Odent
[v] Odent, Michel. “Gestational Diabetes – A Diagnosis still looking for a disease?”. In: Primal Health Research Centre. 2004.
[vi] Um bom livro sobre Teor Glicêmico, o funcionamento do mecanismo insulínico e as reações bioquímicas chama-se Sugar Busters. O apelo do tema é sobre emagrecimento e não gestação. Mas as informações científicas estão descritas de uma maneira extremamente simples embora completa.
[vii] Odent, Michel. A Cientificação do Amor. Ed. Saint Germain. P70-73.

Esse relato foi postado originalmente em http://equipepartoecologico.blogspot.com. Saiba qual será o próximo tema do encontro seguindo o site!

Leave a comment »

Instituto Ortobio leva o Shiatsu Emocional de volta a cidade de Niterói, RJ

Escola de Shiatsu SHIEM

capa_shiatsu_emocional

DIAS E HORÁRIOS: DIAS 15, 16, 29 e 30 de junho – De 9 as 18H

O curso de Shiatsu Emocional terá uma edição única em Niterói através da partceria entre AESHI – Escola de Shiatsu e o Instituto Ortobio, pioneiro nas terapias e divulgação de uma qualidade de vida diferenciada.

Acontecendo em dois finais de semana, o curso pretende compartilhar conhecimentos sólidos e muito especiais, desenvolvidos a partir dos fundamentos de vários estilos diferentes de Shiatsu em combinação com ideias da psicoterapia corporal, em especial a linha de trabalho de Wilhelm Reich.

(o conteúdo completo pode ser conhecido através do site www.shiatsuemocional.com.br)

Características gerais
* O curso é aberto a todos: leigos e profissionais de saúde, com ou sem experiência em terapias manuais, orientais, etc.

– Profissionais de Shiatsu, MTC, de terapias manuais e outros profissionais de saúde se surpreenderão sobre o quanto esse curso tem a contribuir;

–…

Ver o post original 228 mais palavras

Comments (3) »

%d blogueiros gostam disto: