Archive for agosto, 2016

Tribo indígena lança game sobre sua cultura

Por Vicente Carvalho
FONTE: http://www.hypeness.com.br/2016/01/tribo-indigena-no-acre-cria-game-sobre-sua-propria-historia-para-nao-deixar-morrer-sua-cultura/

Sabemos que a tecnologia tem um papel crucial em nossas vidas, que a faz intervir em boa parte das coisas que fazemos e pensamos no nosso dia a dia. Mas como usar todo esse aparato tecnológico a favor de temas como o fortalecimento da cultura de um povo?

A resposta parece mais simples do que você imagina: em forma de jogo! Foi assim que o povo Huni Kuin conseguiu levar adiante sua história.

Isso mesmo – em uma incrível parceria entre indígenas e não-indígenas, uma equipe de programadores, artistas e antropólogos, junto com elementos da comunidade, criou um videogame que é uma verdadeira aula de história. O projeto se chama Huni Kuin: os caminhos da jiboia e trata-se de um jogo de plataforma de 5 fases, onde cada fase conta uma antiga história desse povo.

O objetivo do game, que poderá ser baixado gratuitamente pela internet, é levar um pouco dessa cultura para a sociedade brasileira através de uma mídia moderna e uma forma de inclusão para lá de inovadora.

Os responsáveis pela criação, indígenas e não indígenas, fundaram inclusive um coletivo de produções audiovisuais chamado Beya Xinã Bena (Cultura Novo Tempo). Assista ao vídeo e divirta-se aprendendo:

 

Teaser – Huni Kuin: os caminhos da jiboia from Beya Xinã Bena on Vimeo

 

Anúncios

Leave a comment »

Coisas que ninguém te conta sobre o Rivotril

Blog do Luiz Antonio Silva 3

RIVOTRIL

Enquanto o Rivotril é enaltecido e utilizado por toda uma geração de forma indiscriminada como se fosse remédio para dor de cabeça, as pessoas que fazem uso desse medicamento pouco sabem sobre os efeitos de longo prazo desse psicofármaco.

O Rivotril é um remédio da classe dos benzodiazepínicos que  são drogas psicotrópicas, isto é, medicamentos que afetam a mente e o humor. Eles também são popularmente conhecidos como tarjas pretas, tranquilizantes, calmantes, ansiolíticos, medicamentos anti-ansiedade, sedativos, pílulas para dormir e hipnóticos. São prescritos principalmente nos quadros de ansiedade e problemas de sono.

Segundo dados da OMS cerca de 10% da população mundial utiliza os benzos. Desse montante, um terço faz uso regular e o restante ou  dois terços utilizam os benzos a mais de 180 dias. No Brasil, entre 2006 e 2010, o número de caixinhas vendidas de clonazepam saltou de 13,57 milhões para 18,45 milhões, um aumento de 36%…

Ver o post original 734 mais palavras

Leave a comment »

%d blogueiros gostam disto: