Estudo associa agrotóxicos organofosforados a uma série de doenças em fetos e crianças. Banir sería a solução

Blog do Pedlowski

organoUm artigo publicado pela revista PLOS Medicine de autoria de um grupo de pesquisadores de instituições de pesquisa dos EUA e do Canadá liderados pela Dra. Irva Hertz-Picciotto da Universidade da California-Davis traz revelações importantes sobre os impactos trazidos pelo uso intensivo e indiscriminado de agrotóxicos da classe dos organofosforados [1].

op banAlém dos impactos diretos sobre os agricultores que manipulam e aplicam esta classe de agrotóxicos, os pesquisadores estabeleceram efeitos sobre a saúde até de fetos em desenvolvimento no útero, o que vem a causar problemas cognitivos e comportamentais, bem como deficiências no processo de desenvolvimento neurocomportamentais. Segundo o que apontam os pesquisadores,  os resultados associados à  exposição de fetos a agrotóxicos organofosforados normalmente  incluem a ocorrencia de reflexos primitivos anormais em recém-nascidos; atrasos no desenvolvimento mental e motor entre crianças em nível pré-escolar, bem como  a diminuição da memória de trabalho e visual e na velocidade de…

Ver o post original 205 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s