A humanidade eliminou 60% dos animais desde 1970, segundo relatório

Blog do Pedlowski

A enorme perda é uma tragédia em si, mas também ameaça a sobrevivência da civilização, dizem os principais cientistas do mundo.

5018Gado na floresta amazônica. Fotografia: Michael Nichols / National Geographic / Getty Images

A humanidade eliminou 60% dos mamíferos, aves, peixes e répteis desde 1970, levando os principais especialistas do mundo a alertar que a aniquilação da vida selvagem é agora uma emergência que ameaça a civilização humana.

A nova estimativa do massacre da vida selvagem é feita em um grande relatório produzido pelo WWF e envolvendo 59 cientistas de todo o mundo. O estudo aponta que o vasto e crescente consumo de alimentose recursos pela população global está destruindo a teia da vida, bilhões de anos em formação, sobre a qual a sociedade humana depende, em última análise, do ar limpo, da água e de tudo mais.

“Estamos sonambulando na beira de um…

Ver o post original 480 mais palavras

Anúncios

Estudo associa agrotóxicos organofosforados a uma série de doenças em fetos e crianças. Banir sería a solução

Blog do Pedlowski

organoUm artigo publicado pela revista PLOS Medicine de autoria de um grupo de pesquisadores de instituições de pesquisa dos EUA e do Canadá liderados pela Dra. Irva Hertz-Picciotto da Universidade da California-Davis traz revelações importantes sobre os impactos trazidos pelo uso intensivo e indiscriminado de agrotóxicos da classe dos organofosforados [1].

op banAlém dos impactos diretos sobre os agricultores que manipulam e aplicam esta classe de agrotóxicos, os pesquisadores estabeleceram efeitos sobre a saúde até de fetos em desenvolvimento no útero, o que vem a causar problemas cognitivos e comportamentais, bem como deficiências no processo de desenvolvimento neurocomportamentais. Segundo o que apontam os pesquisadores,  os resultados associados à  exposição de fetos a agrotóxicos organofosforados normalmente  incluem a ocorrencia de reflexos primitivos anormais em recém-nascidos; atrasos no desenvolvimento mental e motor entre crianças em nível pré-escolar, bem como  a diminuição da memória de trabalho e visual e na velocidade de…

Ver o post original 205 mais palavras

De uma só vez, Rondônia acaba com mais de meio milhão de hectares de áreas protegidas

Blog do Pedlowski

ucs_rondonia_arpa
Sem nenhuma manifestação contrária, deputados da Assembleia Legislativa de Rondônia fizeram desaparecer, em menos de uma hora de discussão, mais de meio milhão de hectares de áreas protegidas na Amazônia. De uma só vez, na tarde da última terça-feira (25), os parlamentares riscaram do mapa onze unidades de conservação no estado. A tramitação se deu em tempo recorde: o projeto foi protocolado na Assembleia no meio da manhã (10h30) e, à tarde, já estava aprovado.

Encarregado de apresentar em plenário parecer sobre a proposta, em nome das comissões da casa, o deputado Léo Moraes (PTB) gastou apenas dois minutos para concluir que as áreas deveriam ser extintas, sem qualquer debate com a sociedade e sem qualquer estudo técnico. “Por ter o clamor de toda sociedade e o apelo dos deputados estaduais, somos favoráveis ao projeto e à emenda para que possamos extinguir as reservas e trazer o desenvolvimento sustentável e…

Ver o post original 618 mais palavras

Atlas do Agronegócio: uma leitura necessária para se entender o controle das corporações sobre a nossa comida

Blog do Pedlowski

agriculturaA Fundação Heinrich Böll Brasil e a Fundação Rosa Luxemburgo  acabam de lançar uma obra que é fundamental para quem quiser entender o que anda realmente acontecendo nas áreas rurais brasileiras.

O Atlas do Agronegócio reúne fatos e números sobre as corporações que controlam a produção agrícola no Brasil. A publicação é a versão brasileira do Atlas publicado na Alemanha em 2017. O Atlas do Agronegócio possui artigos originais de autores brasileiros, que falam sobre a concentração do setor, entre outros temas como agrotóxicos, qualidade do alimento, conflitos no campo, lobby do agronegócio, biofortificação, condições do trabalho, resistência e agroecologia.

covereventofaceQuem desejar acessar o arquivo contendo o Atlas do Agronegócio, basta clicar [Aqui!]

Ver o post original

TV italiana mostra efeitos devastadores do uso do glifosato na Argentina

Blog do Pedlowski

fabianPor Matilde Moyano

Enquanto a maioria dos argentinos não tem conhecimento da situação de poluição e danos à saúde gerados por agroquímicos como o glifosato, o herbicida mais utilizado pelo nosso sistema agrícola, a Itália mostra este drama na televisão.

A Argentina pode assistir na TV italiana o seu próprio drama. “O glifosato: L’erbicida nuoce del mondo alla salute” apareceu recentemente no programa Le Iene, o CQC italiano, e mostrou uma realidade que atinge principalmente os habitantes dos povoados fumigados”. As pessoas em áreas rurais da costa argentina sofrem as fumigações aéreas com agroquímicos adotados pelo nosso modelo de agroprodução.

Com a condução de Gaetano Pecoraro e com a participação do jornalista argentino Patrício Eleisegui (autor de ‘Envenenado‘), este documentário se concentra no glifosato, o herbicida produzido pela multinacional Monsanto, que é usado para eliminar ervas daninhas de culturas, principalmente da soja transgênica

Em 2015, a…

Ver o post original 306 mais palavras

A indústria dos agrotóxicos e seus áulicos

Blog do Pedlowski

monsanto-heroAs revelações trazidas pelo processo judicial em que a Monsanto/Bayer foi condenada a pagar R$ 1 bilhão por não ter propriamente informado ao jardineiro Dwayne Johnson o potencial cancerígeno do herbicida Round Up (também conhecido pelo nome do seu princípio ativo que é o glifosato) mostram que esse segmento industrial vem imitando os passos dados pelas corporações tabagistas que, por décadas, negaram o potencial dos cigarros de causarem diversos tipos de doenças usando pesquisadores “muy amigos”.

Esse fato foi demonstrado pela matéria de diversos veículos da mídia internacional que citaram os múltiplos esforços realizados pela Monsanto para apoiar pesquisadores simpáticos aos seus interesses comerciais, enquanto agia para desacreditar aqueles que contribuíam com pesquisas que demonstavam justamente o contrário [1].

Essas táticas corporativas não surpreendem pois, como eu já disse, as corporações tabagistas já empregaram essa estratégia à exaustão até que ficou impossível aceitar a versão de cientitas “

Ver o post original 540 mais palavras

Tribunal na Califórnia condena Monsanto por ocultar potencial cancerígeno do Round up

Blog do Pedlowski

round upNuma decisão que certamente tirará os controladores da Bayer, um tribunal na Califórnia condenou a Monsanto a pagar uma indenização no valor de US$ 289 milhões (algo equivalente a R$ 1 bilhão) a um jardineiro que contrai câncer supostamente ao manusear de forma contínua o herbicida Round Up (ou Glifosato) [1 & 2].

glofosatoOs advogados de Dewayne Johnson argumentaram durante o julgamento que durou um mês em San Francisco que a Monsanto “lutou contra a ciência” por anos e agiu contra pesquisadores que alertaram sobre os possíveis riscos à saúde causados pelo herbicida. Johnson foi a primeira pessoa a levar a Monsanto a julgamento por alegações de que o produto químico vendido sob a marca Roundup causa câncer.

johnson lesionsCom 80% do seu corpo coberto por lesões como as mostradas em sua mão, Dwayne Johnson e seus advogados tiveram que demonstrar o papel do Round up no desenvolvimento das…

Ver o post original 240 mais palavras