Curso e Oficina de Alimentação Consciente acontece em novembro em Niterói, com o naturopata Arnaldo V. Carvalho

cartaz alimentação consciente2015

Para quem tem Bom Gosto

Oficina de Alimentação Consciente retorna a Niterói após dez anos

Ser saudável sem abrir mão do prazer. Impossível? Não para o Naturopata Arnaldo V. Carvalho, que se propõe ao desafio de levar aos participantes da oficina “Alimentação Consciente” uma forma de enxergar alimentação inovadora, baseado em profundo estudo acerca da natureza humana, orientadora da própria fisiologia.

É uma oficina que mescla o prazer de aprender alternadamente a experimentar preparos diversos que inspirarão uma nova era na alimentação pessoal de cada um. A premissa do curso é: não há uma dieta “ideal” que sirva a qualquer pessoa. Há uma lógica nas diferentes mecânicas alimentares propostas pelas dietas, e se a compreendermos, poderemos montar um modo de comer próprio, individual, exclusivo, que explore o gosto individual aliado a capacidade dos alimentos de gerar saúde e vitalidade.

Entre os objetivos:

Oferecer atualizações científicas acerca dos alimentos e hábitos alimentares; Conhecer novos sabores, novos alimentos, e como obter o potencial máximo de tudo o que se come; Perceber a psicossomática da alimentação, ou como a alimentação revela e ao mesmo tempo interfere em nossas emoções; Estudar a lógica das diversas dietas, e criar uma dieta pessoal baseado no que aprendeu; Aprender novas e deliciosas formas de preparar os alimentos

No programa:

  • Consciência alimentar nos dias de hoje
  • A alimentação de Gaia – A vida terrestre ela resume nossa própria alimentação
  • Mitos e Verdade: Alimento natural, integral, transgênico, orgânico etc.; alimentos diet x light x convencionais;
  • Vilões e heróis da alimentação;
  • A comida do restaurante
  • Alterações dos alimentos pelos métodos de preparo, conservação e industrialização;
  • Generalidades sobre agrotóxicos e contaminação dos alimentos;
  • Hidratação, Suplementação, Alimentos funcionais;
  • Óleos essenciais na alimentação
  • És o que comes, comes o que és (O comer à luz da psicossomática);
  • Estudo das dietas mais populares da atualidade – Atkins, Tipo Sanguíneo, Contagem Calórica (vigilantes do peso), Vegetarianismo, Higienismo;
  • A criação de seu próprio sistema alimentar.

Investimento: R$250,00, incluindo apostila e degustações

Local: Espaço Levemente – Rua Lopes Trovão, 52, sala 504, Icaraí, Niterói, RJ

Tels de contato: (21) 2610-1023, 99246-5999 (cel ou whatsapp) ou 99704-2085 (cel ou whatsapp)

E-mail do Professor: arnie_rj@yahoo.com.br

 

Será possível? Será que é bom? Será que é saudável?

•  Leites vegetais
• Tudo com cereais alternativos e suas farinhas,e multicereais
• Pães e massas naturais e integrais
• Comida japonesa natural
• Arroz integral GOSTOSO
• Comida de Festa SAUDÁVEL E DELICIOSO
• Comidas para quem tem restrições

PROFESSOR:

ARNALDO V. CARVALHO – Terapeuta Naturopata, associa o conhecimento científico ao conhecimento da tradição dos povos. Busca um melhor comer desde adolescente, quando viu seu querido avô – médico – ficar diabético!

Informativo Portal Verde – Janeiro de 2008

Foi preciso remover a formatação da época, para que os leitores pudesse ler integralmente os conteúdos. Já excluídas propagandas, agenda da época, etc. Desfrutem do antigo Informativo Portal Verde! Avatar do blog atual

Informe eletrônico Portal Verde Qualidade de vida!
Portal Verde – Organização dedicada à saúde e desenvolvimento humano. Ano 3 Número 10 – EDIÇÃO Janeiro/2008
Editorial
Use o filtro solar. As pessoas do futuro se arrependerão de muitas coisas, que no agora estão presenciando. Como você se vê no futuro? Como se vê olhando para trás? Ah, sim, você olhará… Então, faça de seu presente a jóia rara que acabou de ganhar, mais uma vez, assim que os olhos se abriram para um novo dia! Aproveite para mudar tudo, o ano está apenas começando!
Notícias
1. Calor humano aquecerá prédio na Suécia. O calor gerado pelas milhares de pessoas que passam todos os dias pela estação central de trens de Estocolmo servirá de calefação para um novo edifício situado perto dali, anunciou o responsável pelo projeto (…). Veja a Matéria Completa

2. Terapia pode amenizar autismo. Um estudo realizado por cientistas americanos em camundongos sugere que uma correção genética pode aliviar os sintomas da Síndrome do X Frágil, que causa dificuldade de aprendizado e é considerada uma das principais causas do autismo (…). Veja a Matéria Completa

 


3. Gosto por legumes e frutas vem desde o feto. Os bebês podem se acostumar a comer frutas e legumes mesmo antes de nascer, com a ajuda das mães, segundo uma pesquisa publicada na revista americana Pediatrics (…). Veja a matéria Completa

 

Receita Natural

PASTA DE BROTO DE GRÃO DE BICO

Ingredientes:

– 2 xícaras de brotos de grão de bico;
– 1 dente de alho;
– 1 colher de sopa de azeite de oliva extra-virgem;
– ½ xícara de água;
– 1 colher de sopa de suco do limão;
– Sal marinho, shoyo, óregano e cominho, etc…

Modo de fazer:

Bater todos os ingredientes no liqüidificador.

Para uma boa digestão, sempre:

– Escolha corretamente os alimentos;
– Mastigue corretamente o alimento, pois aumenta a área de contato entre as enzimas digestivas e as partículas dos alimentos; 70% dos carboidratos contidos nos alimentos são digeridos na boca através da ptialina, enzima presente na saliva;
– Evite tomar líquidos durante as refeições, pois estes diluem as enzimas digestivas interferindo na digestão do alimento;
– Evite sobremesas pois causam distúrbios digestivos, propiciando as fermentações;
– Evite comer em demasia, pois isso sobrecarrega os órgãos do aparelho digestivo;
– Observe a combinação dos alimentos;
– Pratique exercícios físicos; e
– Alimente-se tranqüilo, com sentimento de gratidão.

Bom pra Cuca

“DEIXA SAIR” (de Sonia Hirsch)

Para quem quer se desintoxicar, perder peso, liberar tensões, normalizar o intestino e melhorar a vida em todos os sentidos. www.circulosaude.com.br

Frase pra Pensar

“Muitas vezes lamentaríamos se nossos desejos fossem atendidos.” (Esopo)

Pergunte ao Terapeuta

LUPUS

Gostaria de obter informações sobre esta doença e se existe um tratamento ou cura para esta doença utilizando a Naturopatia?
(
S. Fraga, via Internet)

R – Como todas as doenças auto-imunes, o cliente com lupus reage bem à dieta do tipo sanguíneo e nutrição ortomolecular, ao consumo de cogumelos do sol, e a acupuntura e aromaterapia. Vencer uma doença é conhece-la, principalmente sua verdadeira origem. A naturopatia fala de tratar-se por métodos naturais, e desenvolver o autoconhecimento é um de seus papéis.

Atenciosamente,
Arnaldo V. Carvalho – Naturopata

Terapia Holística x Naturopatia: Qual a diferença?

CARTA PUBLICADA SOB AUTORIZAÇÃO EXPRESSA DE VILMABEL SOARES E ARNALDO V. CARVALHO. VOCÊ PODE COPIAR O CONTEÚDO DO PORTAL VERDE, MAS POR FAVOR, CITE A FONTE.
Estou para cursar Técnico em Naturopatia e gostaria de saber qual a diferença entre Naturopatia e Terapia Holistica?
Como posso me credenciar no Sindicato dos Terapeutas Holisticos, se possível, caso venha a me formar em Técnico em Naturopatia Holistica?

 

Cara Vilmabel,

Sua pergunta é excelente, e demonstra sua seriedade ao desejar aprender pelo caminho de terapias mais saudáveis. Terapia Holística é muito mais um conceito, uma filosofia de trabalho, do que própriamente uma técnica. Assim, fazem parte da Terapia Holística todos os profissionais que acreditam que a saúde deve ser enxergada como uma totalidade de interações: do indivíduo com ele mesmo; do indivíduo com o outro; do individo com o Universo que o cerca, com a natureza… E isso em todos os níveis: físico, emocional, energético… Muitas terapias possuem esse olhar, mas ele pode ser aprendido por profissionais de qualquer área da saúde (e mesmo fora dela!). Já a Naturopatia primariamente busca resolver os problemas de saúde através de métodos e elementos exclusivamente naturais. Porém, o naturopata com mais profundidade e maturidade se aproximará da visão da Terapia Holística, compreendendo que sua atividade visa devolver o Ser ao seu estado natural de equilíbrio, e para isso tratará das relações desse ser com tudo o que com este interage.

Para você se filiar a um sindicato de terapeutas como os ligados ao FENATE por exemplo basta você comprovar que tem a formação necessária e dar entrada.

Espero ter sido útil.
Um abraço,
Arnaldo V. Carvalho

www.arnaldovcarvalho.com

 

CARTA PUBLICADA SOB AUTORIZAÇÃO EXPRESSA DE VILMABEL SOARES E ARNALDO V. CARVALHO. VOCÊ PODE COPIAR O CONTEÚDO DO PORTAL VERDE, MAS POR FAVOR, CITE A FONTE.

Leis sobre as Terapias Naturais no Brasil

Para quem pensa que as terapias naturais de diversas modalidade ainda não são reconhecidas no país, está muito enganado. Há diversas leis, incluindo as que criam serviços públicos com profissionais habilitados da área para Unidades de Saúde e Hospitais Municipais. Seguem tabelas de leis, uma a esfera federal outra estadual e finalmente uma com leis municipais. (Portal Verde)

 

Leis, Decretos, Resoluções e Portarias Federais.

FEDERAIS
Projeto de Lei Nº ASSUNTO QUEM APRESENTOU SITUAÇÃO
PL 5257/05 Aprova a Política Nacional de Práticas integrativas e Complementares (PNPIC) no Sistema Único de Saúde PORTARIA nº 971 de 03/05/06
Aprova a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos e dá outras providências DECRETO nº 5.813 de 22/06/06
Aprova a constituição do Observatório das Experiências de Medicina Antroposófica no Sistema Único de Saúde (SUS) PORTARIA MS/GM m

Nº 1.600, de 17-07-06

Incluir na Tabela de Serviços/ classificações do Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – SCNES de Informações do SUS, o serviço de código 068 – Práticas Integrativas e Complementares. PORTARIA SAS/MS nº 853, de 17-11-06
Dispõe sobre o exercício da profissão de Naturólogo Deputado Professor Irapuan Teixeira Arquivado na Câmara dos Deputados em 31/01/07
Institui a Comissão Intersetorial de Práticas Integrativas e Complementares no SUS-CIPCSUS Resolução CNS nº 371, de 14-06-07
PL 3276/08

Institui o Plano Nacional de Medicina Natural e Práticas Complementares no âmbito do Sistema Único de Saúde Projeto da Deputada Cida Diogo Tramitando em conjunto da Câmara dos Deputados

 

Leis, Projetos e Resolução Estaduais

 

ESTADUAIS
Projeto de Lei Nº ASSUNTO QUEM APRESENTOU ESTADO SITUAÇÃO
Regulamenta o Programa Estadual de Acupuntura  e Terapias Afins, com o objetivo de normatizar, implantar, implementar e regulamentar a prática das técnicas no Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro Resolução SES nº 818/92
PL 450/99 Criação do Conselho Estadual de Acupuntura e Terapias Orientais Deputado Antônio Salim Curiati São Paulo Convertido na LEI nº 13.472 de 26/12/02
PL 0165/00 Criação do Serviço de Acupuntura e Terapias Afins, nas Unidades de Saúde e Hospitais mantidos ou vinculados ao poder público Deputado Antônio Salim Curiati São Paulo Projeto está na Comissão de Finanças e Orçamento
PL 0056/04-AL Autoriza o Poder Executivo a criar o Centro de Referência em Tratamento Natural, ficando vinculado diretamente à Secretaria de Estado da Saúde, cria cargos, altera o Plano de cargos e Salários dos Servidores Públicos Civis do Quadro de Pessoal do Estado do Amapá e dá outras providencias. Deputado Eider Pena Amapá LEI nº 1069 de 21/03/2007
PL 639/05 Criação do Programa de Terapia Natural Deputado João Caramez
PL 972/07 Estabelece no âmbito do estado do Rio de Janeiro a criação do programa de Terapia Natural Deputado Ines Pandelo Rio de Janeiro LEI nº 5471 de 10/06/2009

 

 

Leis, Projetos e Decretos Municipais

MUNICIPAIS
Projeto de Lei Nº ASSUNTO QUEM APRESENTOU MUNICÍPIO SITUAÇÃO
PL 186/00 Criação do Serviço de Acupuntura e Terapias Orientais, nas Unidades de Saúde e Hospitais Municipais Vereador Salim Curiati São Paulo
PL 35/01 Criação do Instituto Municipal de Pesquisa e Desenvolvimento de Terapias Orientais Vereador Salim Curiati São Paulo
PL 140/01 Dispõe sobre a implantação das terapias naturais na Secretaria Municipal de Saúde, e dá outras providências Vereador Celso Jatene São Paulo Convertido na LEI nº 13.717/2004 de 08/01/04
PL 368/01 Dispõe sobre a implantação da Prática de Acupuntura e Terapias Orientais, nas instituições do Serviço Público de Assistência à Saúde Vereador Jonas Dias Guarulhos Convertido na LEI nº 5.741 de 13/12/01
PL 368/01 (complemento) Autorização da prática de Acupuntura no Sistema de Saúde local Prefeito Elói Pietá Guarulhos DECRETO nº 21.520 de 13/12/2001
PL 503/04 Institui no âmbito do Município de São Paulo, o dia do profissional em terapias naturais e do Naturólogo, e das outras providências, a ser comemorado anualmente no dia 23 de março Vereador Celso Jatene São Paulo Convertido na LEI nº 14.069/2005 de 18/10/05
PL 303/2005 Criação do Conselho Municipal das Terapias Naturais e Orientais Vereador Celso Jatene São Paulo
PL 304/2005 Criação do Instituto Municipal de Pesquisa e Desenvolvimento das Terapias Orientais Vereador Celso Jatene São Paulo
PL 160/06 Institui no âmbito do Município de São Paulo, o dia do Naturopata, a ser comemorado anualmente, no dia 23 de março Vereador Celso Jatene São Paulo Convertido na LEI nº 14.237/2006 de 07/11/06
PL 126/2007 Dispõe sobre a implantação das terapias naturais na Secretaria Municipal de Saúde de Santos e dá outras providências Vereador Antônio Carlos Banha Joaquim Santos
PL 565/07 Institui no âmbito do Município de São Paulo, o Programa Qualidade de Vida com Medicinas Tradicionais e Práticas Integrativas em Saúde e dá outras providências. Vereador Jorge Borges São Paulo Convertido na LEI nº 14.682, de 30/01/08
OL nº 222/2007 Dispõe sobre a implantação das Terapias Naturais na secretaria Municipal da Saúde e dá outras providencias.

Vereador Zé Luiz Guarulhos LEI nº 6.356 de 19/03/2008
PL nº 129 de 15/08/2008 Autoriza o Poder Executivo a criar o Programa de Práticas Integrativas e Complementares no Sistema Único de Saúde no Município de Rio do Sul e as outras providências Vereadora Regina Garcia Ferreira Rio do Sul/SC
Dispõe sobre a Regulamentação da LEI nº 5.741 de 13/12/01 Guarulhos DECRETO nº 21.520 de 18/02/02
Dispõe sobre a implantação das terapias naturais no âmbito do Sistema Municipal de Saúde de Santa Catarina Ponte Alta (Santa Catarina) LEI nº 1008 de 16/03/01
PL 482/05 Dispõe sobre a criação do Programa de Produção Fitoterápicos e Plantas Medicinais no Município de São Paulo e dá outras providências. Vereador Aurélio Nomura – PV São Paulo Lei nº 14.903 de 06/02/2009
PL 0053/08 Dispõe sobre a implantação das terapias naturais na Secretaria Municipal de Saúde e dá outras providências Salmito Filho Fortaleza LEI publicada 31/10/08
PL Nº Institui o Programa de Terapias Naturais para o atendimento da população de Goiânia Bruno Peixoto (PMDB) Goiânia Projeto Sugerido em 10/11/2009

Após aprovação no exterior, Prof. Arnaldo V. Carvalho, traz seu curso de Shiatsu Emocional de volta à Niterói

AUTOR DO LIVRO “SHIATSU EMOCIONAL” MINISTRA CURSO BÁSICO EM NITERÓI – RJ

Muito popular no Brasil para o tratamento de dores nas costas e outras mazelas, o shiatsu é uma terapia japonesa que se baseia em pressionar pontos do corpo com os dedos. O que pouca gente sabe, no entanto, é que essa técnica também cuida das emoções, e pode tratar com sucesso desde casos simples como ansiedade, insônia, irritação, até transtornos psiquiátricos variados.

Para tratar do assunto, o terapeuta Arnaldo V. Carvalho, autor do livro Shiatsu Emocional, estará em Niterói, ministrando o Curso Básico. Será possível saber como os orientais compreendem há mais de três mil anos, as relações do corpo com as emoções. O professor ensina, utilizando conceitos da psicologia moderna, sobre o Shiatsu dirigido ao equilíbrio emocional.

O curso é interessante tanto para leigos como também psicólogos e terapeutas corporais. Segundo Arnaldo, “A formação do terapeuta de Shiatsu não prevê como lidar com situações emocionais em consultório, o que limita a terapia. Por outro lado, a formação clássica da psicologia não privilegia o corpo como meio de acessar e equilibrar as estruturas psiquicas”.

O professor, após anos divulgando a técnica por vários estados brasileiros, além de países como Estados Unidos, Panamá, Portugal, Espanha, Japão e Argentina, ministrará o curso no Espaço Levemente, em Niterói, no mês de agosto.

Para maiores informações sobre o curso: (21)8729-6399 ou elgavianna@hotmail.com (Elga Vianna)

Para saber mais sobre o Shiatsu Emocional, visite www.shiatsuemocional.com.br

Confirmado: Arnaldo V. Carvalho ministrará curso de Aromaterapia em Niterói, RJ

CURSO DE AROMATERAPIA

DIAS 19 E 26 DE JUNHO

LOCAL: Logos Estudos e Consultoria – Icaraí, Niterói – RJ – Brasil

TEL de CONTATO: 21 2711-6066 (Nelma Guerra)

E-MAILs: nelmaguerra5@uol.com.br

SERÃO 2 SÁBADOS COM OITO HORAS DE DURAÇÃO CADA.

CONTEÚDOS:

Curso Básico de Aromaterapia – 16H

OBJETIVOS: Trazer as bases fundamentais na compreensão e perfeita utilização de óleos essenciais, ácidos graxos e demais matérias-primas e técnicas da aromaterapia; Fornecer ao aluno um panorama detalhado do mercado e das técnicas associadas; Permitir que o aluno possa produzir com qualidade e segurança produtos de aromaterapia para utilização pessoal ou profissional; Conhecer os principais óleos essenciais e óleos gordos utilizados no mercado europeu e mundial para a prática de aromaterapia, inclusive com sua descrição geral e propriedades terapêuticas.

PROGRAMA:

• Bases de Aromaterapia
• Aspectos históricos e panorama mercadológico atual;
• Noções botânicas e farmacológicas;• Generalidades sobre óleos essenciais e óleos carreadores:
– Formas de extração de óleos
– Características fisico-químicas
– Óleo essencial x essência
– Óleo carreador não refinado x refinado
– Propriedades terapêuticas gerais

• Veículos empregados em aromaterapia;o
• Formas de administração terapeutica de óleos;
• Descrição e propriedades específicas de cada um dos óleos estudados no curso (cerca de 50 tipos).
• Lei das sinergias;
• Taxas de Evaporação;
• Limitações e Contra-indicações;
• Formulações básicas;

OBS: Durante o curso são aplicadas dinâmicas e práticas diversas; Todos as preparações ocorridas em aula ficam com os alunos; Rica apostila e certificado inclusos.

Site dos cursos de Aromaterapia do Prof. Arnaldo: Clique aqui

INVESTIMENTO:

R$300,00 que poderão ser divididos em 3 vezes com cheques pré datados.

FACILITADOR:

terapeuta corporal e naturopata

ARNALDO V. CARVALHO

Autor do livro: “Shiatsu Emocional”, fundador e administrador do site e blog Aromatologia e Aromaterapia. Ministra cursos relacionados à saúde natural, inclusive aromaterapia em diversos estados do Brasil e exterior.

Visite:

http://www.portalverde.com.br

https://portalverde.wordpress.com

www.aromatologia.com.br

aromatologia.wordpress.com

www.shiatsuemocional.com.br

www.arnaldovcarvalho.com

Medicina popular obtém reconhecimento científico

FARMÁCIAS-VIVAS

Germana Barata

O uso de ervas medicinais, muitas delas cultivadas no fundo do quintal, é uma prática secular baseada no conhecimento popular e transmitido oralmente, na maior parte das situações. É difícil encontrar alguém que não curou a cólica infantil com camomila ou erva-doce ou o mal estar de uma ressaca com chá de folhas de boldo, sem qualquer receita médica. Numa população com baixo acesso a medicamentos, como a brasileira, agregar garantias científicas a essa prática terapêutica traz variadas vantagens.

Esse é o objetivo do Projeto Farmácias-Vivas, criado em 1985 pelo farmacêutico Francisco José de Abreu Matos, da Universidade Federal do Ceará. O projeto é direcionado para a saúde pública, cujas plantas permitem, hoje, o tratamento de aproximadamente 80% das enfermidades mais comuns nas populações de baixa renda. A mais recente Farmácia-Viva instalada em outubro último em Viçosa, é capaz de atender também os municípios vizinhos, na Serra da Ibiapaba. Duas outras preparam-se para começar a atuar em Caucaia e Umirin, também municípios cearenses.

Abreu Matos explica que 64 espécies de plantas medicinais disponíveis no nordeste já foram selecionadas e tiveram seu uso analisado cientificamente, de acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde.

A escolha das plantas inicia-se a partir de um levantamento etnobotânico, seguido do levantamento bibliográfico e experimentação em laboratório. As informações geradas são organizadas em um banco de dados e, posteriormente, sua eficácia e segurança terapêuticas são avaliadas. Nessa fase, as variedades coletadas no campo são levadas para um horto de plantas medicinais, localizado no campus da UFC, onde passam pelo processo de domesticação e preparação de mudas, sob a orientação de um agrônomo, para mais tarde serem cultivadas nas hortas de cada farmácia-viva.

Nas farmácias-vivas, os medicamentos são preparados em laboratório de fitoterápicos sob responsabilidade de um farmacêutico especialmente treinado. Para sua administração, o princípio ativo é mantido nas plantas (e não isolado como faz a indústria farmacêutica) na forma de chás, xaropes, tinturas e cápsulas gelatinosas.

Entre os fitomedicamentos usados com eficiência já comprovada cientificamente, o pesquisador cita a tintura e o sabonete líquido de alecrim-pimenta (Lippia sidoides), preparações de elevado poder anti-séptico; o creme vaginal de aroeira-do-sertão (Myracrodruom urundeuva), usado com sucesso no tratamento de cervicite e cervicovaginite; assim como o elixir de aroeira, de ação semelhante às preparações de espinheira-santa, para tratar gastrite e úlcera gástrica e as cápsulas de hortelã-rasteira (Menthax villosa) eficiente medicamento contra amebíase, giardíase e tricomoníase.

Os bons resultados das farmácias-vivas motivaram o governo cearense a criar o Programa Estadual de Fitoterapia, nos moldes do projeto, que é hoje aplicado em cerca de 30 comunidades do interior, como complemento do Programa Saúde da Família (PSF). O projeto das farmácias-vivas está presente, também, em Brasília e nos municípios de Picos, no Piauí e Altamira, no Pará.

O pesquisador cita dois estudos recentes: com o melão-de-são-caetano (Momordica charantia L.), e com a planta antidiabética que é designada pelo nome de insulina-vegetal (Cissus cicyoides).

FONTE: http://cienciaecultura.bvs.br/scielo.php?pid=S0009-67252003000100010&script=sci_arttext

Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza conta com Programa de Fitoterapia

Importante passo para a fitoterapia é o reconhecimento de sua eficácia por parte dos órgãos governamentais. No site da Secretaria de Saúde de Fortaleza, foi divulgadoseu programa de fitoterapia. No mesmo, há desenvovimento de produtos, promoção do acesso da população às plantas medicinais, etc.

O município é responsável por todo o processo de produção que vai desde a seleção de sementes até a distribuição. O cultivo é feito no horto da Prefeitura, que funciona no Passaré. O processamento das plantas é feito em duas oficinas de manipulação. Tudo com a assessoria Professor Francisco José de Abreu Matos, idealizador das farmácias vivas.

Conheça mais em

http://www.sms.fortaleza.ce.gov.br/sms_v2/assistenciaFarmaceutica_fitoterapiaProdutosFitoterapicos.asp

Abaixo, lista dos 13  fitoterápicos produzidos pelo Programa:

1. Cápsulas de hortelã-rasteira
(Mentha X villosa Huds) – 200 mg
Indicações
Amebicida e giardicida
Posologia
Até 12 anos: 3 cápsulas ao dia durante 5 dias. Adulto: 6 cápsulas ao dia durante 5 dias. Repetir o tratamento após 10 dias.
2. Cápsulas de maracujá
(Passiflora edulis Sims) – 200 mg
Indicações
Manifestações nervosas, inquietações, irritação e insônia.
Posologia
Adulto: 3 cápsulas ao dia.
3. Cápsulas de mentrasto
(Ageratum conyzoides L.) – 200 mg
Indicações
Analgésico e antinflamatório, muito útil no tratamento da dor e da inflamação nos casos de reumatismo e cólicas menstruais.
Posologia
4 cápsulas ao dia. Tratamentos longos devem ser interrompidos por uma semana a cada mês.
4. Cápsulas de erva cidreira
(Lippia alba (Mill.) N. E. Brown) – 200 mg
Indicações
Ação calmante e espasmolítica nas cólicas intestinais e uterinas.
Posologia
2 cápsulas, 3 vezes ao dia.
5. Creme de aroeira
(Myracrodruom urundeuva Fr. All.)
Indicações
Vaginite e cervicovaginite.
Posologia
Fazer uma aplicação vaginal à noite durante pelo menos 10 dias.
6. Elixir de aroeira
(Myracrodruom urundeuva Fr. All.)
Indicações
Úlcera e gastrite.
Posologia
2 colheres de sopa ao dia, antes das refeições.
7. Pomada de confrei 5%
(Symphytum officinale L.)
Indicações
Cicatrizante tópico de ferimentos, queimaduras, úlceras de decúbito, úlceras varicosas.
Posologia
Limpar a área afetada e aplicar em suaves massagens 3 vezes ao dia.
8. Sabonete líquido de alecrim pimenta
(Lippia sidoides Cham)
Indicações
Antisséptico tópico ativo contra fungos e bactérias – usado em escabiose infectada, micoses (pé-de-atleta, pano branco, impigem), mau cheiro nos pés e axilas, em lavagens vaginais como desodorante íntimo.
Posologia
Lavar área afetada com sabonete 3 vezes ao dia.
9. Tintura de alecrim pimenta 20%
(Lippia sidoides Cham)
Indicações
Antisséptico tópico ativo contra fungos e bactérias – usado em ferimentos e afecções da pele e mucosas, micoses (pé-de-atleta, pano branco, impigem), escabioses, mau cheiro nos pés e axilas, amigdalite.
Posologia
Lavar área afetada com água e sabão e aplicar o produto com auxílio de algodão 3 vezes ao dia. Nos casos de amigdalite diluir a tintura com água (duas partes de água para uma de tintura), fazer gargarejo 3 vezes ao dia.
10. Tintura malva-santa 20%
(Plectranthus barbatus Benth)
Indicações
Hipossecretor gástrico – útil no controle da gastrite, azia, mal-estar gástrico, ressaca.
Posologia
Criança: 25 gotas, 3 vezes ao dia.
Adulto: 50 gotas, 3 vezes ao dia.
11. Xarope de Chambá
(Justicia pectoralis Jacq), Malvariço (Plectranthus amboinicus Lour), Hortelã japonesa (Mentha arvensis L.)
Indicações
Broncodilatador e expectorante – tratamento de asma, tosse, bronquite.
Posologia
Criança (1-3 anos): 1 colher de chá, 3 vezes ao dia.
Criança (3-12 anos): 1 colher de sobremesa, 3 vezes ao dia.
Adulto: 1 colher de sopa, 3 vezes ao dia.
12. Xarope de Cumaru
(Amburana cearensis Fr. All), Malvariço (Plectranthus amboinicus Lour), Hortelã japonesa (Mentha arvensis L.)
Indicações
Broncodilatador e expectorante – tratamento de asma, tosse, bronquite.
Posologia
Criança (1-3 anos): 1 colher de chá, 3 vezes ao dia.
Criança (3-12 anos): 1 colher de sobremesa, 3 vezes ao dia.
Adulto: 1 colher de sopa, 3 vezes ao dia.
13. Xarope de Guaco
(Mikania glomerta Spreg), Malvariço (Plectranthus amboinicus Lour), Hortelã japonesa (Mentha arvensis L.)
Indicações
Broncodilatador e expectorante – tratamento de asma, tosse, bronquite.
Posologia
Criança (1-3 anos): 1 colher de chá, 3 vezes ao dia.
Criança (3-12 anos): 1 colher de sobremesa, 3 vezes ao dia.
Adulto: 1 colher de sopa, 3 vezes ao dia.